JBL Expedition 2016: In the Rainforest of Venezuela – Part 2

In the first part of the series JBL Expedition 2016: In the Rainforest of Venezuela - Part 1 we reported about the country of Venezuela and about our planned stay in the Orinoco Delta.

From there we are going to our second jungle camp in the table-top mountains – again for three days.

We are flying to the south of Venezuela, to Canaima, the last town before the table-top mountains. Here there are no streets anymore and the rivers are the only way to move fast. Canaima itself is situated next to a picturesque lagoon bordered by waterfalls. Beyond the waterfalls our longboats will be waiting for us and with these we will travel for more than four hours (yes, this will hurt our bums!) deep into the gorges of the table-top mountains, until we arrive at the world’s highest waterfall, the Salto Angel (1000 m). There we will stay in a simple camp with a large corrugated tin roof under which our hammocks will be strung up. If you lie diagonally you will almost be in a horizontal position and won’t get backache.

In the morning we’ll wake up to an open view of the waterfall – it doesn’t get much more beautiful than that. The river is just a few metres away for some fantastic snorkelling. The water is quite shallow and it’s more like crawling than snorkelling there. On the other hand, despite its reddish brown colour, the water is crystal-clear. Fish observations, water analysis and light measurements - also below water and during different times of the day - will be on the agenda. And we’ll also be able to talk to the experts travelling with us, experts familiar to every committed aquarist from their specialist literature and lectures. Dr. Wolgang Staeck, the cichlid pope, is going to be travelling with us. Andreas Tanke, Mr Catfish himself, will be with us too.

Spending downtime with such specialists, researching, exchanging ideas, what a great opportunity this is for aquarists! But I have to make it a rule that all the participants wear long rubber boots at all times. Because when I went to the river I tripped over a snake which did NOT flee! This is not something that happens really often in the animal kingdom. Only very poisonous animals, such as the stonefish, which rely on their camouflage, stay put when approached. I came across just such a specimen. It was the most poisonous species of pit viper in South America. That in itself wouldn’t be so bad, but in case of emergency we would need four hours by boat to Canaima and another hour by aeroplane to get an antiserum! That’s why prevention is the best cure.

And then, after a one-hour march through scrubs, another exciting challenge will be waiting for the participants and especially for Andreas Tanke: In the small lake at the foot of the mountains lives a catfish species, which until now has never been described. It’s not a sucker catfish but more a longish free swimming catfish. Let’s see whether we can catch and determine it. I’m sure I could write a lot more pages now – but the real feelings and sensations of such an expedition can’t really be put into words. For a start the humid smell of the rainforest is missing and the thrill of wondering which of the many animal species we’ll get to see there. The live experience of nature, whether in the Black Forest or in the jungle of Venezuela, cannot be replaced by anything else!

Why don’t you join us? I would be delighted. Up to now, we have always had great teams. In 2018 we’ll be setting off again!

© 23.02.2016
Heiko Blessin
Heiko Blessin
Dipl.-Biologe

Tauchen, Fotografie, Aquaristik, Haie, Motorrad

Comentários

Uma breve informação sobre cookies, antes de prosseguirmos

A página web da JBL também utiliza vários tipos de cookies para lhe poder oferecer a funcionalidade completa e muitos serviços: os cookies técnicos e funcionais são imprescindíveis para que tudo funcione quando visita esta página web. Além disso, usamos cookies para o marketing. Este procedimento permite-nos reconhecê-lo quando regressa ao nosso amplo website, medir o sucesso das nossas campanhas, e, mediante os cookies de personalização, dirigir-nos a si de forma individual, direta e adaptada às suas necessidades, mesmo fora da nossa página web. Você pode determinar em qualquer altura, mesmo em uma data posterior, quais cookies permite e quais não deseja permitir (ver mais a esse respeito em "Alterar configurações").

A página web da JBL também utiliza vários tipos de cookies para lhe poder oferecer a funcionalidade completa e muitos serviços: Os cookies técnicos e funcionais são imprescindíveis para que tudo funcione quando visita esta página web. Além disso, usamos cookies para o marketing. Você pode determinar em qualquer altura, mesmo em uma data posterior, quais cookies permite e quais não deseja permitir (ver mais a esse respeito em "Alterar configurações").

Na nossa declaração de proteção de dados explicamos-lhe como processamos os seus dados pessoais e para que finalidades usamos o processamento de dados. explicamos-lhe como processamos os seus dados pessoais e para que finalidades usamos o processamento de dados. Confirme com "Tomei conhecimento" o uso de todos os cookies, para poder continuar.

Tem idade superior a 16 anos? Então confirme com "Tomei conhecimento" o uso de todos os cookies, para poder continuar.

Selecione as suas configurações de cookies

Cookies técnicos e funcionais para que tudo funcione quando visita a nossa página web.
Cookies de marketing para que o possamos reconhecer quando regressa ao nosso website e medir o sucesso das nossas campanhas.

Notificações PUSH da JBL

O que são realmente notificações push? Como parte do padrão W3C, as notificações Web definem uma API para notificações de utilizador final que são enviadas através das notificações do navegador para os seus dispositivos fixos e/ou móveis. Nos dispositivos finais, surgem notificações tal como o utilizador final as conhece das apps instaladas no dispositivo (por exemplo, e-mails). Nos dispositivos finais, surgem notificações tal como o utilizador final as conhece das apps instaladas no dispositivo (por exemplo, e-mails).

Estas notificações permitem que um operador de um website possa contactar os seus utilizadores enquanto estes tiverem o navegador aberto - independentemente de estarem a visitar o website no momento ou não.

Para poder enviar notificações Web Push, só é necessário um website com código de Web Push instalado. Assim, as marcas também podem utilizar várias vantagens das notificações push sem apps (comunicações em tempo real personalizadas no momento exato.)

As notificações Web fazem parte do padrão W3C e definem uma API para notificações de utilizador final. Uma notificação permite informar o utilizador sobre um acontecimento, por exemplo, um novo artigo no blogue, independentemente do contexto de um website.

Este serviço é disponibilizado gratuitamente pela JBL GmbH & Co. KG e pode ser ativado ou desativado de forma igualmente simples.